• Segurança: Mais de 37 mil candidatos fazem provas de concurso da Polícia Civil

    Foto: Divulgação | Ascom Saeb
    Foto: Divulgação | Ascom Saeb
    23/04/2018 - 17:42

    Buscar a concretização de um sonho. Com esse objetivo, Carlos André Sampaio, 30, ao disputou, nas dependências da Faculdade 2 de Julho, no bairro do Garcia, em Salvador, umas das vagas ao cargo de Investigador. Ele foi um dos candidatos que realizaram as provas objetivas e discursivas do concurso público da Polícia Civil no domingo (22). “Já é a terceira vez que tento passar em um concurso público, sempre na área de segurança pública. Desta vez, vou aproveitar essa oportunidade e garantir minha estabilidade financeira”. Exatamente 48.120 se inscreveram Compareceram aos 48 locais de prova em Salvador 37.676 candidatos, contabilizando 10.444 ausentes. Este número representa um percentual de 21,78% de abstenções. Eles concorreram a uma das mil vagas oferecidas, sendo 880 para Investigador, 82 para Delegado e 38 para Escrivães. O maior número foi para o cargo de Investigador, com 35.036 candidatos, seguido dos cargos de delegado, com 10.658, e de escrivão, com 2.426 postulantes ao cargo. Promovido pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e pela Polícia Civil, o certame é organizado pela Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho (Fundação Vunep). Em companhia da equipe de Recursos Humanos da Saeb, que estava presente ao local de prova, na Faculdade 2 de Julho, o diretor de RH, Robson Carvalho, destacou o empenho do Governo do Estado em promover concursos. “Através de uma gestão efetiva das finanças e um maior controle na qualidade do gasto público, o Estado vem atendendo às demandas da sociedade com um planejamento mais preciso no provimento de servidores públicos”. Em 2017, houve concursos para a Polícia Militar (duas mil vagas) e Bombeiro Militar (750 vagas). Além disso, em 2018, o Governo realizou concurso na área de Educação, com 3.096 vagas para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. Estão previstos ainda novos certames para os cargos de Auditor Fiscal; e para Médicos e Odontólogos da PM. Provas: A primeira etapa do certame foi composta por provas objetivas, com questões de conhecimentos gerais e de conhecimentos específicos, totalizando 100 questões – regras válidas para os três cargos. Já a segunda etapa, inteiramente discursiva, teve avaliações diferentes para cada função. Candidatos ao cargo de delegado desenvolveram estudos de caso e peça processual. Já os inscritos para as funções de investigador e escrivão responderam a questões dissertativas. As próximas etapas do concurso, previstas em edital, compreendem a realização de exames biomédicos, teste de aptidão física, exame psicotécnico, prova de títulos e investigação social. Os aprovados no certame, quando nomeados, terão remuneração inicial para os delegados de polícia, regime de trabalho de 40 horas semanais, no valor de R$ 11.389,96. Já os investigadores e escrivães de polícia terão remuneração inicial de R$ 3.915,85, no regime de 40 horas semanais. 

  • Polícia Civil

MAIS NOTÍCIAS