• Natural de Licínio de Almeida, mulher morre no HRG após ingerir excessivamente remédios controlados

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    16/03/2018 - 08:37

    Aurinda Inês Gomes Silva, 55 anos de idade de idade, natural da cidade de Licínio de Almeida, morreu após ingerir doses excessivas de remédios controlados. De acordo com informações de familiares, que prestaram depoimento na Delegacia Territorial de Guanambi a senhora sofria com depressão e os medicamentos foram receitados por um médico. Porém, no dia 27 de fevereiro, ela sentiu-se mal e foi encaminhada a uma unidade de saúde. Devido a gravidade do quadro, ela foi transferida para o Hospital Regional de Guanambi (HRG), onde após 16 dias internada não resistiu as complicações do quadro e veio a óbito nesta quinta-feira (15). O corpo foi encaminhado para o IML de Guanambi, onde passará por exames necroscópicos. A Polícia Civil investiga se a mulher administrou a medicação de forma equivocada ou propositalmente.

MAIS NOTÍCIAS