• Levantamento do IBGE revela que mais de 1,5 milhão de baianos não sabem ler

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    Por Luiza Leão

    21/12/2017 - 20:11

    A Bahia tem 1.538.293 pessoas com 15 anos ou mais que não sabem ler ou escrever, de acordo com realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números, segundo a pesquisa divulgada nesta quinta-feira (21), representam 13% da população baiana com a faixa etária e são maiores do que a média nacional (7,2%). A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) mostrou ainda que o analfabetismo é mais alto entre negros e pardos com mais de 60 anos (41,1%), porcentual que é composto por 82% da população baiana. As mulheres acima de 60 anos que não sabem ler e escrever são 39,5%. Os dados são resultado do tempo de escolaridade da população, uma vez que o grupo das pessoas negras e pardas acima de 60 anos estudou em média durante três anos. Já os brancos, de 18 a 39 anos, estudaram por um período de 10 anos. De acordo com o IBGE, índice de analfabetismo é de 14,8% da região Nordeste, quase quatro vezes maior do que as taxas estimadas para o Sudeste (3,8%) e Sul do país (3,6%).

MAIS NOTÍCIAS