• Rui Costa se diz otimista para 2019: 'Por causa das eleições de 2018'

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais

    20/12/2017 - 07:18

    O atual cenário econômico do Brasil foi um dos assuntos da conversa entre o governador Rui Costa (PT) e Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (20). Destacando as ações no Estado em seus três anos de gestão, o petista disse estar com bons pensamentos para 2019, ano em que o próximo presidente assume a República. "Espero que o Brasil volte a crescer. Sou otimista em relação a 2019 por causa das eleições de 2018", ressaltou. "O Brasil mergulhou numa crise que não vivia nos últimos 60 anos. Independente de quem era o presidente, o país nunca viveu dois anos seguidos de resultados negativos na economia. Infelizmente, cometemos uma grande violência contra a democracia e houve uma queda de confiança do mercado", pontuou, lembrando o impeachment de Dilma Rousseff (PT). De acordo com o governador, os estados sofrem muito com a diminuição da credibilidade econômica e política do país. "Quando você quebra a confiança, o Brasil fica sem rumo e os investidores mudam o rumo dos seus investimentos. Os governadores tiveram que conduzir o barco de cada estado em um mar revolto. Só a Bahia tem R$ 3 bilhões de déficit nesse ano", acrescentou. "Mas estou orgulhoso porque conseguimos ultrapassar os problemas, além de cumprir as obrigações, pagar as contas em dia, salários também. Conseguimos manter o ritmo de investimentos. Na saúde e na mobilidade urbana somos o estado brasileiro que mais investiu. Só tenho a agradecer aos servidores e a equipe", ponderou.

MAIS NOTÍCIAS