• TJ-BA nega pedido de soltura de vereador de Correntina

    Foto: Divulgação
    Foto: Divulgação
    31/10/2017 - 07:00

    A juíza substituta do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Eduarda de Lima Vidal, rejeitou o pedido da defesa do vereador de Correntina, Jean Carlos Pereira dos Santos, conhecido como Jean da Guarda (PP), para revogar a sua prisão temporária. O edil foi detido na operação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) batizada de “Ultimo Tango”, que apura a suspeita de fraudes em processos licitatórios e contratos na prefeitura para desviar verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores. Além de Jean da Guarda, a ação do MP-BA prendeu outro quatro vereadores, entre eles, o presidente da Casa, Wesley Campos Aguiar, conhecido como Maradona. Na decisão, a magistrada argumentou: “Muito embora o Impetrante argumente não mais subsistir razão para a prisão cautelar do Paciente por já ter sido este interrogado, urge maior cautela e a obtenção de outras informações para a concessão da medida pleiteada, notadamente em virtude da gravidade dos fatos investigados uma vez que acarretam prejuízos aos cofres públicos, além da eventual possibilidade de ser necessária a prorrogação da prisão temporária ou até mesmo a decretação da custódia preventiva”.

MAIS NOTÍCIAS