Ônibus que capotou e matou sete pessoas não podia fazer transporte, diz ANTT - Sudoeste Notícias





  • Ônibus que capotou e matou sete pessoas não podia fazer transporte, diz ANTT

    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    29/12/2016 - 21:23

    O ônibus que capotou na BR-116 e deixou sete mortos e 22 feridos na madrugada desta quinta-feira (29), da companhia Cida Transportes, não tinha autorização para transportar passageiros, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Segundo o órgão, a empresa não possuía cadastro na agência, o que faz com que o transporte de pessoas em seus coletivos seja irregular. A Polícia Civil (PC) está investigando o caso. O ônibus levava 50 pessoas de Arcoverde, em Pernambuco, para São Paulo e capotou quando passava pelo município de Poções. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista, Alan Silva Santos, de 28 anos, contou que dirigia pelo declive na terceira faixa da pista quando se assustou com uma carreta que seguia no sentido contrário, perdeu o controle e acabou saindo da pista. Ainda não há informações sobre o estado dos 22 feridos.