BUSCA PELA CATEGORIA "LAGOA REAL"

  • Caminhão carregado com frutas tomba na BR-030, em Lagoa Real

    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    09/06/2020 - 09:00


    O acidente ocorreu depois que o motorista perdeu o controle da direção do veículo em uma curva

    LAGOA REAL

    - Na manhã desta terça-feira (09), um caminhão carregado com frutas tombou na BR-030, em Lagoa Real. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE),o acidente ocorreu depois que o motorista  perdeu o controle da direção do veículo em uma curva. A suspeita é que  a carga possa ter pendido para o lado e virou. As frutas ficaram espalhadas em parte da rodovia. Ninguém se feriu.

  • Câmara Municipal de Lagoa Real emite nota sobre matéria veiculada em site

    Foto: Divulgação | CMLR Foto: Divulgação | CMLR
    02/06/2020 - 09:00


    LAGOA REAL

    - A Câmara Municipal de Lagoa Real emitiu nota de esclarecimento sobre matéria veiculada por um site, nesta segunda-feira (01), intitulada “Vereadores de oposição ao Prefeito de Lagoa Real são impedidos de continuar processo de Impeachment por falsas acusações”. Segundo a nota, o texto trata-se de “fake news envolvendo o Poder Legislativo Municipal de Lagoa Real, atitude altamente reprovável para um veículo de comunicação que busca gozar de respeito e credibilidade perante a sociedade.  As inverdades da notícia já começam pelo seu título. Em momento algum os vereadores foram impedidos de continuar o processo que investiga o Prefeito Pedro Cardoso por crime de responsabilidade. Conforme se percebe de uma simples leitura da decisão judicial, anexa pelo próprio site radar030, o que ocorreu foi apenas a anulação de uma fase da investigação, qual seja, a formação da comissão processante. Na decisão o juízo deixa bem claro que a investigação pode seguir seu curso normalmente, após formação de nova comissão. Cumpre informar ainda que o processo de impeachment do Sr. Pedro Cardoso não foi iniciado por denúncia de qualquer dos vereadores, mas sim por denúncia de um cidadão, que após constatar uma série de ações do Sr. Pedro Cardoso que podem configurar crime de responsabilidade, apresentou perante a Câmara Municipal a petição de denúncia.  Os vereadores neste caso só estão cumprindo seu dever legal, estampado no Decreto Lei 201/67, que é o de investigar e processar o prefeito por crime de responsabilidade. Dever este exclusivo da Câmara, sem qualquer participação do Poder judiciário.  A Câmara Municipal de Lagoa Real ainda informa que o processo de impeachment contra o Sr. Pedro Cardoso Castro continua seu trâmite, devendo a Câmara obrigatoriamente dar uma decisão final”, diz o texto. Leia a íntegra da nota.

  • Polícia Militar detém suspeitos e recupera produtos furtados em loja de Lagoa Real

    Foto: Divulgação | Polícia Militar Foto: Divulgação | Polícia Militar
    19/05/2020 - 08:00


    LAGOA REAL

    - Nesta segunda-feira (18), por volta das 11h, policiais da 94ª CIPM foram acionados para averiguar a ocorrência de um arrombamento em uma loja de aparelhos celulares situada na Praça Pedro Oliveira, no centro da cidade de Lagoa Real. O crime teria ocorrido na madrugada tendo vários produtos sido subtraídos. De posse de informações a cerca dos suspeitos, a guarnição empreendeu diligências até encontrar dois dos suspeitos, os quais, ao serem abordados, confirmaram a ação delituosa e entregaram os produtos subtraídos. Os envolvidos e produtos da loja foram apresentados na delegacia local.

  • CPI pode resultar em impeachment do prefeito de Lagoa Real, Pedro Cardoso

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    13/03/2020 - 15:31


    Após a apuração, a CPI emitirá um parecer e os vereadores em plenário decidirão se o prefeito terá o mandato cassado ou não.

    LAGOA REAL

    - A Câmara de Vereadores de Lagoa Real acatou nesta quinta-feira (12) petição protocolada por populares e instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para apurar uma série de denúncias de crime de responsabilidade supostamente cometidos pelo prefeito Pedro Cardoso Castro (MDB). A Comissão composta pelos vereadores: Arlécio Neves Soares (presidente), Zezito (Relator) e Maria de Zenito (Membro), tem até 90 dias para apurar essas denúncias. Neste prazo, Cardoso poderá apresentar sua defesa, as pessoas citadas devem ser intimadas para serem ouvidas e os fatos denunciados apurados. Após a apuração, a CPI emitirá um parecer e os vereadores em plenário decidirão se o prefeito será afastado do cargo ou não. Para não ser impeachmentmado Pedro Cardoso precisa ter 6 votos favoráveis de 09 possíveis, ou seja, 2/3. Segundo a comissão, são cerca de 10 denúncias, tipificadas como crime de responsabilidade. O Sudoeste Bahia entrou em contato com o presidente da comissão e solicitou informações, sobre quais seriam os crimes denunciados, mas o edil não quis detalhar as denúncias alegando que as mesmas ainda seriam apuradas.