BUSCA PELA CATEGORIA "Economia"

  • 1,8 milhão de famílias baianas terão reajuste no Bolsa Família este mês

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    04/07/2018 - 12:00

    O valor do benefício médio do Bolsa Família será reajustado em 5,67% e, na Bahia, o incremento representa uma suplementação prevista de R$ 17,6 milhões a mais, por mês, na folha de pagamento do programa. Até o fim do ano, o reajuste destinará cerca de RS 105,6 milhões a mais às famílias beneficiárias. Os valores passam a valer a partir deste mês. Em junho, o programa destinou R$ 322,9 milhões às mais de 1,8 milhão de famílias do Estado que recebem o benefício. Na Bahia, o valor médio do benefício pago é de R$ 177,95 e aproximadamente 35,8% da população é beneficiária do Bolsa Família. O reajuste nos valores pagos pelo programa foi anunciado no dia 30 de abril e o impacto estimado é de R$ 684 milhões no país. Esse é o segundo aumento concedido durante a gestão do presidente Michel Temer. O primeiro foi anunciado em junho de 2016 e aumentou em 12,5% o valor do benefício médio.

  • Preço da gasolina nas refinarias aumenta em 1,3%

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    Por Marina Hortélio

    28/06/2018 - 21:00

    A última alta foi anunciada para a terça-feira (26), de 0,8%

    O litro da gasolina que saia das refinarias a R$ 1,8783 passou a custar R$ 1,9027, alta de 1,3%. O novo aumento no valor do combustível foi anunciado hoje (28) pela Petrobras. A última alta foi anunciada para a terça-feira (26), de 0,8%. No mês de junho já foram confirmadas 10 quedas e quatro altas para o produto. Em 30 dias, a queda acumulada é de 2,55%. Desde o dia 8 de fevereiro, quando a estatal começou a divulgar os preços de referência nas refinarias, o avanço é de 20,94%.

  • Petrobras anuncia queda de 0,89% no preço da gasolina nas refinarias

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    Por Matheus Simoni

    15/06/2018 - 18:00

    No mês, a gasolina acumula queda de preços de 2,5%, de acordo com tabela divulgada pela Petrobras

    A Petrobras anunciou hoje (15) uma queda de 0,89% no preço da gasolina comercializada em suas refinarias. Amanhã (16), o combustível passará a ser negociado por R$ 1,9178 por litro no parque de refino da estatal. No mês, a gasolina acumula queda de preços de 2,5%, de acordo com tabela divulgada pela Petrobras.

  • Governo adia plano de redução de custo com subsídios na conta de luz

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    12/06/2018 - 00:00

    O relatório final sobre o plano dever ser concluído até 15 de julho. O primeiro prazo se encerraria um mês antes

     

    O Ministério de Minas e Energia publicou nesta segunda-feira (11) no Diário Oficial da União que o governo federal adiou para julho a previsão de conclusão do plano de redução de despesas com subsídios repassadas às tarifas de energia elétrica. De acordo com a portaria da pasta, um relatório final sobre o plano dever ser concluído até 15 de julho. O primeiro prazo se encerraria um mês antes, na próxima sexta-feira (15). Em outubro de 2016, o governo criou um grupo de trabalho para avaliar alternativas de corte de despesas de subsídios custeadas pela chamada CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), um fundo abastecido pelos encargos cobrados nas contas de luz. Os subsídios custeados pela CDE são apontados como um dos vilões da elevação nas contas de luz – o valor de abastecimento do fundo deve chegar a R$ 19 bilhões neste ano, contra R$ 16 bilhões em 2017.

  • Petrobras reduz em 0,49% preço da gasolina nas refinarias

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    07/06/2018 - 11:12

    A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (07) uma nova redução no preço da gasolina. A partir desta sexta (08), o combustível ficará 0,49% mais barato nas refinarias da estatal, passando a custar R$ 1,9521 o litro. Hoje, a gasolina está sendo negociada nas refinarias a R$ 1,9617. Essa é a quarta queda consecutiva de preços anunciada pela empresa. Desde 2 de junho, quando o litro custava R$ 2,0113, o preço da gasolina já acumula uma redução de quase 6 centavos, ou seja, de 2,94%.

  • Nesta quarta (06), Petrobras reduz preço da gasolina em 1,5% nas refinarias

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    06/06/2018 - 09:27

    Desde o início de maio, a Petrobras anunciou 14 altas e 8 quedas no preço da gasolina. No último sábado (02), por exemplo, a estatal tinha elevado o preço da gasolina em 2,25% e, na segunda-feira (04), anunciou redução de 0,68%. Para esta quarta-feira (06), a Petrobras irá reduzir o preço da gasolina nas refinarias em 1,35%. O litro da gasolina A nas refinarias passará de R$ 1,9976 para R$ 1,9706. O preço do diesel seguirá em R$ 2,0316 o litro nas refinarias até o dia 7 de junho, conforme ficou estabelecido pelo programa de subvenção ao combustível anunciado pelo governo. O repasse dos preços cobrados nas refinarias para as bombas depende das distribuidoras e dos donos dos postos.

  • Governo reajusta Bolsa Família em 5,67%

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    01/06/2018 - 13:34

    O governo federal reajustou hoje (1º) o valor do benefício do Bolsa Família. A medida já havia sido anunciada pelo presidente Michel Temer em abril. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o reajuste é de 5,67% no valor do benefício médio. Com a alteração, o valor passará de R$ 177,71 para uma quantia estimada em R$ 187,79. O decreto foi publicado no  Diário Oficial da União desta sexta-feira. O reajuste autorizado para o programa é maior que a inflação acumulada de julho de 2016 a março de 2018, que foi 4,01%. Segundo o governo, a suplementação orçamentária para este ano, para cumprir o reajuste, será de R$ 684 milhões.

  • Para bancar exigências dos caminhoneiros, governo corta gastos sociais

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    01/06/2018 - 11:19

    Sem espaço para aumentar impostos, o governo cortou incentivos para setores da indústria para bancar os R$ 13,5 bilhões da “bolsa caminhoneiro”, destinados aos subsídios ao diesel. De acordo com o Estadão, do total, R$ 4 bilhões virão com o aumento da arrecadação gerado pelo fim de programas de incentivos às empresas. Ainda segundo a publicação, os R$ 9,5 bilhões restantes serão pagos com reservas financeiras do governo e corte de verbas para várias áreas, inclusive saúde, educação, moradia e saneamento básico. Para cumprir com o prometido, o governo também cancelou despesas de 40 obras em rodovias, além de patrulhamento.

  • Redução de 2,8% no preço da gasolina pode não chegar ao consumidor: 'Preço é livre'

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    Por Luiza Leão/ Matheus Simoni

    28/05/2018 - 19:04

    Apesar de a Petrobras ter anunciado um novo reajuste, que acarretará na redução de 2,8% no valor da gasolina nas refinarias a partir de amanhã (29), o consumidor pode nem sentir uma diminuição do preço. De acordo com o presidente do Sindicombustíveis, Walter Tannus, "o preço é livre". "O preço é livre, o revendedor que tiver recebendo um combustível mais barato pode colocar o preço que quiser. O proprietário é livre para fazer isso. Cada um é dono do seu preço. É bom que a Petrobras tenha anunciado essa decisão porque tivemos só esse mês 16 aumentos seguidos", declarou, em entrevista à Rádio Metrópole.

  • Preço da gasolina não está na pauta de negociação

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    25/05/2018 - 07:52

    O governo só tratou da redução do preço do óleo diesel. O preço da gasolina não foi incluído no acordo costurado com os representantes dos caminhoneiros. De acordo com a Folha de São Paulo, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha afirma que “só tratamos de óleo diesel, era pauta de revindicação do movimento”. Caminhoneiros autônomos parados nas rodovias disseram, após a divulgação do acordo do governo e oito entidades da categoria, que não acabarão com a greve. "Os supostos sindicatos que estão negociando não representam os caminhoneiros que estão na rua", disse o motorista Aguinaldo José de Oliveira, 40, que trabalha com transportes há 22 anos e para quem o movimento não tem um líder.

  • Petrobras reduz preço da gasolina pelo terceiro dia consecutivo

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    24/05/2018 - 14:19

    A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (24) a terceira redução consecutiva do preço da gasolina. A partir de amanhã, o litro do combustível passará a custar R$ 2,016 nas refinarias da estatal, uma queda de 0,72% em relação ao preço atual (R$ 2,0306). Em três dias, o preço da gasolina acumula queda de 3,39%. Apesar disso, o combustível acumula alta de 12,14% em maio. O diesel manteve o preço de R$ 2,1016 por litro. Ontem (23), a Petrobras reduziu o valor do combustível em 10% nos próximos 15 dias, devido à greve dos caminhoneiros. Motoristas de caminhão fazem manifestações em todo o país desde o final da noite de domingo (20) devido ao alto custo do diesel.

  • Governo decide zerar imposto sobre combustíveis, anuncia Maia

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    22/05/2018 - 19:38

    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), informou que o Governo Federal vai zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre os combustíveis como forma de baixar o preço dos produtos. “Acertamos com o ministro da Fazenda [Eduardo Guardia] que a Cide será zerada”, anunciou Maia em seu Twitter. Maia disse ainda ter combinado com o governo federal, junto com Eunício Oliveira, que os recursos da reoneração [da folha de pagamento] “serão todos utilizados para reduzir o impacto do aumento do diesel”. Com o imposto zerado, segundo o jornal Estado de São Paulo, a estimativa é que o Governo perca cerca de R$ 2 bilhões ao ano.

  • Petrobras anuncia redução do preço do diesel e da gasolina a partir de amanhã

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    22/05/2018 - 10:47

    Após uma sequência de reajustes diários, a Petrobras reduzirá os preços da gasolina em 2,08% e os do diesel em 1,54% nas refinarias a partir de amanhã (23). Em nota divulgada nesta terça feira (22), a petrolífera afirmou que o preço da gasolina nas refinarias cairá de R$ 2,0867 o litro para R$ 2,0433 a partir desta quarta. Já o preço do diesel será reduzido de R$ 2,3716 para R$ 2,3351. A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior frequência, inclusive diariamente, refletindo as variações do petróleo e derivados no mercado internacional – só na semana passada, foram 5 reajustes diários seguidos.

  • Conta de água vai ter reajuste de 4,09% a partir de junho na Bahia

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    13/05/2018 - 13:15

    O governo anunciou que vai haver um reajuste tarifário de 4,09% no valor dos serviços de água e esgoto prestados pela Embasa a partir do próximo mês. O reajuste foi publicado neste sábado (12) no Diário Oficial do Estado (DOE). O valor da tarifa mínima residencial social vai passar de R$ 12,30 para R$ 12,80; a mínima residencial intermediária sobe de R$ 24,20 para R$ 25,20; e a mínima residencial normal aumenta de R$ 27,50 para R$ 28,60. Em 2017, o reajuste na tarifa das contas de água e esgoto foi de 8,8% na Bahia. Segundo o governo, o aumento visa recompor perdas inflacionárias dos custos de prestação dos serviços, e foi autorizado pela Agersa (Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia), órgão responsável pela fiscalização do setor. O percentual deve ser aplicado de forma linear sobre as tarifas vigentes e passa a vigorar 30 dias após a data de publicação da medida. O Executivo informou que o acréscimo busca recompor a variação da inflação do período, com correção anual pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), além de levar em conta os índices inflacionários variáveis ligados aos insumos da atividade da Embasa, a exemplo de energia elétrica, um dos principais custos operacionais da prestadora.

  • Novo reajuste do Bolsa Família deve ficar em torno de 6%

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Luiza Leão

    30/04/2018 - 16:39

    O novo reajuste previsto para o Bolsa Família deve ficar entre 5,5% e 6%. O reajuste acima da inflação ainda vai ser anunciado pelo governo em pronunciamento do presidente Michel Temer (MDB) pela televisão. A área econômica propôs um reajuste menor, apenas para repor a inflação de 2017, ficando em 2,95%. Porém, a ala política do governo defendia um porcentual maior. Agora, os técnicos da área econômica vão precisar readequar os custos para fechar o orçamento estabelecido para este ano.

  • Bandeira fica amarela em maio, e contas de luz voltam a ter cobrança extra

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    27/04/2018 - 20:11

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (27) que a bandeira tarifária vai ser amarela no mês de maio. Com a mudança tarifária, as contas de energia voltam a ter cobrança extra no próximo mês. A sobretaxa aplicada vai ser de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos. Nos quatro primeiros meses do ano, a bandeira se manteve verde devido à maior recorrência de chuvas intensas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde estão as principais hidrelétricas do país. Com mais chuva e a aumento do volume nos reservatórios, o Brasil usou mais energia gerada por hidrelétricas, que é mais barata, e não cobrou a taxa. Para justificar a mudança, a Aneel alega que o fim do período de chuvas mais intensas deve baixar o nível dos reservatórios das hidrelétricas, o que aumenta a expectativa de uso mais intenso de usinas termelétricas, que geram uma energia mais cara. O dinheiro arrecadado com a bandeira é utilizado para cobrir o custo adicional da usinas a combustão.

  • Temer estuda anunciar aumento do Bolsa Família no 1º de Maio

    Foto: Alan Santos | Folhapress Foto: Alan Santos | Folhapress
    Por Luiza Leão

    25/04/2018 - 15:51

    O presidente Michel Temer (MDB) estuda anunciar um aumento do valor do programa Bolsa Família. A medida seria uma tentativa do emedebista de melhorar a imagem para a população e de mostrar que não está inerte. O incremento é estudado pelo mandatário, que planeja anunciá-lo em 1º de maio, Dia do Trabalhador. A informação foi divulgada por assessores de Temer ao blog da jornalista Andreia Sadi. A confirmação, no entanto, deve sair amanhã (26), quando o presidente vai se reunir com membros dos ministérios do Desenvolvimento Social e do Planejamento.

  • Cheques de qualquer valor serão compensados em um dia útil a partir desta segunda (16)

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Bruno Bocchini

    15/04/2018 - 13:21

    A partir desta segunda-feira (16), cheques de qualquer valor passarão a serem compensados em um dia útil. Hoje, os cheques de até R$ 299,99 demoram dois dias úteis para “cair” na conta das pessoas físicas, empresas, ou favorecidos. O novo prazo para a compensação nos cheques segue determinação da circular 3.859, publicada pelo Banco Central em novembro do ano passado. De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a alteração no prazo foi possível após implementação da compensação por imagem, em 2011. O processo por imagem reduziu o tempo e os gastos com transporte, eliminando as trocas físicas que antes eram feitas. Outro fator que contribuiu para a redução no prazo de compensação, segundo os bancos, foi queda no número de cheques liquidados no país. Em 2017, foram compensados 494 milhões de cheques, 85% menos que o registrado 1995, quando foram compensados 3,3 bilhões de cheques. Mudanças em relação ao cheque especial também vão ocorrer, mas a partir de 1º de julho. Pelas novas regras, as instituições financeiras terão de oferecer ao consumidor uma alternativa mais barata para parcelamento do saldo devedor do cheque especial. Quando o consumidor “entrar” no cheque especial, o banco deverá comunicá-lo imediatamente, por meio de alerta, sobre a contratação do produto e que se trata de uma modalidade de crédito de uso temporário. Segundo a Febraban, o valor do limite de crédito do cheque especial deverá ser informado nos extratos de forma clara de modo a não ser confundido com valores mantidos em depósito pelo consumidor na conta-corrente.

  • Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para 2019

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    12/04/2018 - 14:41

    O governo propôs um salário mínimo de R$ 1.002 para 2019. A informação foi dada nesta quinta-feira (12), pelo Ministério do Planejamento, por meio do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O último reajuste aconteceu em dezembro de 2017, passando a valer no dia 1º de janeiro de 2018. Atualmente, o mínimo é de R$ 954. Será a primeira vez que o salário mínimo, que serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas, ficará acima da marca de R$ 1 mil. A proposta será encaminhada agora ao Congresso. Entretanto, o governo ainda pode mudar o valor caso haja alteração na previsão para a inflação deste ano, que compõe a fórmula para o cálculo do reajuste do mínimo do ano que vem. O reajuste começa a valer em janeiro de 2019, com pagamento a partir de fevereiro. No decreto, o governo salientou que o valor diário mínimo pago ao trabalhador brasileiro foi de R$ 31,80 e a hora trabalhada ficou cotada em R$ 4,34.

  • Beneficiário do Bolsa Família poderá ter Cartão Material Escolar

     Foto: Geraldo Magela | Agência Senado Foto: Geraldo Magela | Agência Senado
    12/04/2018 - 08:20

    A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou nesta quarta-feira (11) o projeto da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) que concede aos beneficiários do programa Bolsa Família (PBF) o Cartão Material Escolar (PLS 122/2013). Como a proposta recebeu decisão terminativa na comissão, poderá seguir diretamente para a análise da Câmara dos Deputados, se não for apresentado recurso para que seja votada pelo Plenário do Senado. O senador Otto Alencar (PSD-BA) apresentou relatório favorável à proposta, com emendas. O texto aprovado determina a transferência direta de recursos às famílias que fazem parte do programa Bolsa Família, que tenham em sua composição crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, matriculados em escolas públicas. O auxílio terá a forma de cartões magnéticos fornecidos aos pais e baseia-se no programa Cartão Material Escolar, que existe no Distrito Federal desde 2013. Pelo projeto, esses cartões terão a função exclusiva de débito e só poderão ser usados em estabelecimentos credenciados pelo sistema de ensino. Os valores disponíveis variarão de acordo com as etapas da educação básica e as modalidades em que estejam matriculados os alunos, além de considerar o custo médio do material escolar no respectivo estado. Os recursos deverão vir de convênios firmados pelo governo federal com os governos estaduais e municipais, previsto o apoio por meio das destinações que visam ao desenvolvimento e manutenção do ensino, além de outras rubricas orçamentárias.